Home

ABRE - Associação Brasileira dos Euritmistas

A ABRE dedica-se à expansão e desenvolvimento da euritmia no Brasil

Euritmia

Ao ser responsável por compilar a obra científica de Goethe em Weimar, o filósofo e cientista Rudolf Steiner traz ao mundo efervescente da Europa do começo do século passado a Antroposofía, ciência espiritual inspiradora que renova o dialogo entre o Eu e o Mundo, entre o Eu e o Cosmo. Novos encaminhamentos nasceram desta ciência espiritual que amplia desde então a compreensão do ser humano na agricultura, na medicina, na pedagogia entre outras áreas do conhecimento. Rudolf Steiner diz: “O espírito é sempre atividade, ele é sempre ato, ação, o espírito é sempre criatividade, é absoluta produção.” É dessa moderna cosmovisão que surge a Euritmia, arte do movimento que transforma o corpo humano em instrumento sobre o qual a interioridade humana, a sua alma sensível, toca e transmite os seus impulsos. O ser humano precisa da linguagem poética para transcender o trivial do dia a dia, e expressar, através do ritmo, melodia, pausa e compasso, as vibrações sutis do seu querer, do seu sentir e pensar. O poeta Octavio Paz coloca: “A forma que se ajusta ao movimento não é prisão senão, pele do pensamento” É essa pele nada arbitrária, mas toda consciente que leva o corpo humano a se movimentar em gestos eurítmicos, conduzido por música tocada e por textos poéticos lidos ao vivo. E enquanto ele pratica o gesto eurítmico, o ser humano descobre e assimila o mistério profundo da Palavra. A imaginação na poesia de Cecília Meireles alinhava essa descoberta e essa assimilação: “.....as palavras que escutava eram pássaros no escuro....pássaros de voz tão clara, voz de desenho tão puro.....”

Renate Nisch